Inicia na próxima terça-feira (24), a 13ª Semana da Indústria Calçadista Catarinense (Seincc). A feira de componentes, máquinas, químicos, tecnologia, acessórios e artefatos para calçados, vai reunir 72 expositores no Centro de Eventos de São João Batista.

A feira está sendo reestruturada, pois o formato utilizado nos anos anteriores não vinha agradando os expositores. De acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de São João Batista, Wanderley Zunino, o ponto alto serão as palestras que vão gerar conhecimento para a indústria.

Os seminários da Seincc vão abordar o fast fashion (moda rápida) ao Fórum de Inspirações 2015. “Estávamos há um ano e meio em negociação e conseguimos trazer o Enrico Cietta. Espero que seja bastante prestigiado, pela grandeza e o conhecimento desse profissional italiano”, afirma Wanderley.

Já o preview Fórum de Inspirações Verão 2015 foi orientado pelo estilista e coordenador do Núcleo de Design da Associação Brasileira das Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal), Walter Rodrigues. O resultado é uma série de inspirações que vão auxiliar a indústria de moda em suas criações.

O tema apresentado é Caminhos e vai falar do surgimento de um nacionalismo inédito, fruto de inúmeros fatores, como o aumento da consciência política e o engajamento em causas sociais, entre outros. De acordo com informações da Assintecal, as inspirações foram divididas em três conceitos.

A Semana da Indústria Calçadista Catarinense (Seincc) vai apresentar também as últimas novidades tecnológicas e os processos mais modernos para a indústria. A feira é uma oportunidade para novos negócios e atualização de conhecimento, máquinas e produtos para a indústria.

Empresários estão otimistas

Os empresários do setor calçadista estão entusiasmados com as mudanças na Semana da Indústria Calçadista Catarinense (Seincc). Segundo João Luiz Machado, da AZ Representações, a empresa já participa da feira há mais de 10 anos e vai apresentar novas tecnologias aos visitantes.

“Participo desde a primeira feira. É uma maneira de trazer tecnologia nova e fornecer produtos bons para que o ramo calçadista consiga produzir sapato de primeira linha, que é uma exigência do mercado”, afirma Marchado.

Segundo Samuel Raitz, da S2 Taco Derramado, o mercado está cada vez mais competitivo e as empresas precisam ampliar a visibilidade e criar vínculos sólidos. “A expectativa é que a Seincc possibilite a ampliação de vínculos nossos vínculos comerciais”, diz.

A S2 trabalha com taco derramado há quatro anos e em 2013 a empresa começou a produzir caminha para máquinas de pregar saltos. “A gente sempre participou da Seincc e nunca estive tão otimista quanto para este ano. Até por causa dos preparativos do Sindicato e de todas as novas ideias que serão colocadas em prática”, afirma Samuel.