O laudo necroscópico da Polícia Técnico-Científica de São Paulo indica que a morte deAlexandre Magno Abrão, o Chorão, foi por overdose de cocaína. O cantor foi encontrado morto em 6 de março no seu apartamento, zona leste da capital paulista.

O exame toxicológico apontou que o corpo de Chorão tinha 4,714 microgramas da droga por mililitro de sangue. Os peritos concluiram que, isso pode ser uma “intoxicação exógena devido à cocainemia”.

O resultado do exame será anexado ao inquérito da Polícia Civil paulista. A ex-mulher de Chorão, Graziela Gonçalves, chegou a falar em depoimento que havia perdido seu marido para as drogas.

Foto: Thiago Machado – Night & Cia / Divulgação