Professores da rede estadual de Santa Catarina vão parar as atividades nas escolas nesta terça, quarta e quinta-feira, para aderirem ao movimento nacional, organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação. Na quinta-feira, eles farão um ato em frente ao Centro Administrativo, em Florianópolis.

Os três dias de paralisação fazem parte da 14ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública. Com isso, os 570 mil estudantes da rede estadual terão as aulas prejudicadas.

A presidente do Sindicatos do Trabalhadores em Educação (Sinte), Alvete Bedin, disse que a orientação dada aos professores das 1.088 escolas é que todos parem nesses três dias para participar das assembleias regionais e da assembleia estadual, que será feita junto ao ato na Capital.

A Secretaria de Estado da Educação orienta que os alunos vão para a escola. A diretora de gestão de pessoas, Lúcia Gorges, diz que é preciso aguardar para avaliar como será a adesão dos professores à paralisação. No ano passado, de acordo com ela, os professores pararam apenas um dia, a adesão foi baixa e as aulas seguiram normalmente. Além disso, os docentes que não derem aula terão desconto na folha de pagamento.

Os professores da rede municipal de Florianópolis ainda não se manifestaram com relação à greve, mas a previsão é de que não participem.

Fonte: Diário Catarinense