“Cuidando da cidade. Cuidando das pessoas”. Com este lema o prefeito de São João Batista Daniel Cândido (PSD), define os seus três primeiros meses à frente da Prefeitura. Os 100 primeiros dias foram de trabalho exaustivo, de projetar e habilitar projetos no Governo Estadual e Federal além de organizar a gestão. Os primeiros meses foram de avaliações e organização da estrutura, e a expectativa daqui para frente é que obras e programas iniciem dando partida ao cumprimento do Plano de Governo.

Eleito, ao lado do vice Élio Peixer (PMDB), o prefeito Daniel Cândido enfrentou nos primeiros cem 100 dias uma série de problemas, herdados da administração anterior. Crise que está sendo gerenciada através de medidas de contenção de gastos, além de uma reforma administrativa que está por vir e de ações emergenciais para atender as necessidades da população, principalmente, nas áreas de saúde e infraestrutura.

“Foram dias de muito trabalho. Mas, é um trabalho que não aparece. Estamos colocando a casa em ordem. Conhecemos nesses meses a estrutura da administração e a evolução da arrecadação”, afirma Daniel. De acordo com o prefeito, os problemas financeiros de São João Batista são grandes. A arrecadação vem apresentando grandes perdas nos últimos meses. Em março o município arrecadou R$ 1 milhão a menos comparado com fevereiro. E o impacto já está sendo refletindo nos cofres da Prefeitura.

Com o aumento do piso salarial dos professores, que é uma obrigação legal, o índice da folha de pagamento cresceu. “Estamos fazendo uma estruturação. Faremos uma reforma administrativa. Vamos adequar os salários, porque temos muitos funcionários na prefeitura que recebem muito pouco. Não estou dizendo que vou fazer milagres, mas temos que remunerar justamente. Para isso teremos que melhorar a arrecadação”, afirma Daniel Cândido.

Para ampliar a arrecadação do município a Administração não pretende aumentar impostos. Será necessário cobrar dos que não pagam. Hoje a arrecadação própria responde por 18% dos recursos do município, o que é considerado baixo. Atualmente a Prefeitura de São João Batista não tem capacidade para investimentos, e está administrando folha de pagamentos.

“A cidade não está parada”

“A cidade continua em movimento. Estamos dando continuidade em várias obras”, afirma Daniel Cândido. Entre as obras que seguem no município está o calçamento na Rua Antero Vicente da Silva, a construção das casas rurais. No Timbezinho está sendo realizada pavimentação pelo Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal, além da regularização fundiária.

Ruas e bocas de lobo foram recuperadas. Na agricultura todos pedidos estão sendo atendidos e a patrulha agrícola está disponível. A saúde vem recebendo atenção prioritária do Governo Municipal. “Mas sabemos que tem muito para melhorar ainda”, afirma Daniel. No hospital tem médico disponível todos os dias, 24 horas. Segundo o prefeito, o município tem dificuldade de encontrar médicos, já que São João Batista é um dos municípios que paga o menor valor pelos plantões.

A prioridade em Saúde começa a revelar os primeiros resultados. Serão mais de 185 pessoas beneficiadas pelos mutirões de exames e cirurgias. Além do mutirão de Colonoscopia que aconteceu no sábado (13), outro da mesma especialidade já está marcado para o dia 20 de abril. Já no dia 19 haverá um novo mutirão de mamografia. A administração municipal segue firme no propósito de garantir atendimento de qualidade à população. Já foram oferecidos através de mutirão exames de ultrassonografia e mamografia.

A Administração Municipal também está reativando os atendimentos do Serviço Nacional do Emprego (Sine). A partir da próxima semana o órgão já estará atendendo a população batistense. “Na Assistência Social estamos dando toda a assistência necessária e prosseguindo com os programas que são importantes para a comunidade”, diz Daniel Cândido.

 São João Batista avança

Uma obra importante para a comunidade do Bairro Fernandes. A pavimentação de um quilômetro da Estrada Geral está em processo de licitação. Essa obra será realizada através de uma emenda parlamentar e a Prefeitura vai entrar com R$ 266 mil de contrapartida. “O recurso veio através de emenda no ano passado e que será executada pela nossa administração”.

Está sendo licitada a compra de uma patrulha agrícola, que recebeu recursos de uma emenda do Deputado Peninha (PMDB). O equipamento será adquirido pelo valor de R$ 332. São dois tratores novos e todos os implementos agrícolas. O município também foi contemplado com o projeto “Bem-Te-Vi”, que vai aumentar a segurança em São João Batista. O convênio deverá ser assinado até o final abril. Câmeras de Segurança serão instaladas na cidade.

Na Defesa Civil, São João Batista foi contemplada com uma Nissan Frontier, e toda a aparelhagem necessária para proteger a população. Esses equipamentos deverão estar disponíveis no segundo semestre. Com recursos da Defesa Civil, as obras da Ponte do Olímpio serão executadas pelo Governo do Estado. No dia 25 de março foi feita uma licitação e o ganhador já foi anunciado. Agora o Governo deverá lançar a ordem de serviço para o início das obras. “Estamos cobrando para que a obra seja executada o mais breve possível”, fala o prefeito. Pelo Governo Federal, São João Batista foi contemplado com uma retroescavadeira e uma patrola.

De acordo com o prefeito Daniel Cândido, três postos de saúde passarão por um processo de reforma e ampliação. Carmelo, Cardoso e Ribanceiras serão os beneficiados. São João Batista foi contemplado com um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Atualmente CRAS e CREAS funcionam no mesmo prédio, mas isso não é permitido.

O empenho da Administração em atender bem a população, levou a Secretaria de Educação a transformar uma sala de diretoria em um ambiente de aula na creche do Carmelo. Com essa medida, mais 10 crianças tiveram suas vagas garantidas. “Estamos alugando um galpão para instalar o depósito e a administração do SISAM. No novo galpão a autarquia terá controle de todo o material”, afirma o prefeito.

Creche da Ribanceira será construída

A Administração Municipal vai dar prosseguimento às obras de construção da creche na Ribanceira. A novela da construção se estende desde 2011. A primeira parcela do FNDE para o início das obras foi paga em 20 de julho de 2011. Nesse ano faz dois anos que a creche está para ser erguida. O processo licitatório foi realizado no dia 05 de dezembro de 2011.

Em 03 de fevereiro de 2012 foi assinado contrato para construção. Os trabalhos iniciaram com a terraplanagem mais foram interrompidos logo em seguida. Foi detectada uma vala próximo ao local e Fundação do Meio Ambiente não autorizou que fosse feita a canalização do esgoto. Na época, o município solicitou a troca do terreno e alterou o local da construção. Em 08 de agosto de 2012 a empresa reiniciou a obra no novo local. Foi feito o estaqueamento. Nesse trabalho foram gastos R$ 80 mil, pagos com recursos próprios do município.  Em 25 de outubro de 2012 a empresa contratada abandonou os trabalhos. O contrato foi reincidido e o problema foi herdado pela atual administração.

Como o município recebeu recursos no dia 20 de julho de 2011, e o contrato com o FNDE é de 720 dias, o prazo para construção vence no dia 08 de julho de 2013. “Com todos esses problemas, que foram herdados, mas que teremos que resolver, não teremos prazo para finalizar a obra e prestar contas”, afirma o prefeito Daniel Cândido.

Desde o início da gestão, a Administração Municipal tem se empenhado em estender o prazo para conclusão da obra, e não ter que devolver os recursos para o FNDE. Uma resolução do Fundo teria prorrogado o prazo, mas foi cancelado logo em seguida, levando a Prefeitura de São João Batista ao ponto de partida novamente.

Na semana passada o prefeito Daniel Cândido esteve em Brasília tentando uma nova prorrogação. “O FNDE afirma que não pode fazer a prorrogação para São João Batista, pois teria que ceder para outros municípios. Caso haja prorrogação será para todas as cidades”, diz Daniel. No início do projeto de construção, as obras de construção da Creche da Ribanceira estava orçada em R$ 614 mil e hoje em R$ 756 mil. A diferença terá que ser arcada pelos cofres do município.

A administração vai iniciar a obra e esperar por uma prorrogação dos prazos. Além disso, Daniel afirma que vai continuar articulando politicamente para estender o prazo para finalização da construção. “Precisamos prosseguir com a obra para que a população não seja penalizada”, afirma. A prefeitura já está dando encaminhamento à licitação e vai iniciar a obra mesmo sabendo que o prazo não é suficiente.

 Projeto habilitados

O Governo Federal abriu uma grande janela de projetos para os municípios. São João Batista se habilitou em diversos projetos, que poderão dar uma nova cara ao município. De acordo com o prefeito Daniel Cândido, foram a cidade se inscreveu no Cidade Digital, que garante acesso a internet gratuitamente em vários pontos do município.

Também foi habilitado projeto habitacional de 60 casas populares, com a possibilidade de dobrar esse número. O município também solicitou alguns ônibus para renovar a frota da educação. O prefeito Daniel Cândido também cadastrou no Governo Federal projeto de construção do Posto de Saúde do Bairro Tajuba II.

O município também habilitou projeto no PAC Pavimentação, que visa construir a Ponte do Cardoso além da pavimentação asfáltica grande parte do centro. O prefeito solicitou também a pavimentação de todo o loteamento Marquinhos no Krequer, Loteamento Ramos e continuação da pavimentação até o Bethânia. Só esse projeto deve alcançar o valor de R$ 10,2 milhões e deverá ser subsidiado pelo Governo do Estado.

Além desses projetos, o prefeito Daniel Cândido está empenhado em trazer recursos para construção do novo hospital, e já tem garantido através de emenda do deputado Peninha (PMDB), recursos para a primeira parte. São João Batista também deverá receber uma grande obra de saneamento que deverá colocar o município frente-a-frente com o futuro.

Há 100 dias o prefeito Daniel Cândido está trabalhando na busca de projetos e soluções inovadoras para que São João Batista avance. Os últimos anos foram dinâmicos para muitas cidades brasileiras: nunca se reformou tanto, nunca se construiu tanto, nunca se urbanizou tanto. E é esse modelo que a Administração está implantando no município. Em 100 dias inúmeros projetos foram habilitados e pensados para dar conforto e qualidade de vida ao cidadão batistense.