O fotógrafo russo Anatoly Strakhov, encontrou uma foca ruiva na ilha de Tyuleniy, na Rússia. Em entrevista ao jornal Daily Mail, ele disse que o animal se encontrava isolado, escondido do grupo e sua mãe vinha lhe trazer comida.

A foca é rara e quase cega, e, segundo Strakhov, ela não teria condições de sobreviver sozinha na natureza. Por conta disso um grupo de pesquisadores que acompanhava o fotógrafo levou o animal para São Francisco, nos Estados Unidos, onde receberá atendimento especial e se integrará a outras focas de pelagem ruiva.

Reportagem: Diário Catarinense