Desde que um ônibus foi queimado na manhã desta segunda-feira em São José, as agências de inteligência da Polícia Militar (PM)monitoram possíveis ameaças de novos ataques a Santa Catarina. Mas nenhuma mensagem sinalizando uma onda de atentados foi descoberta informou a comunicação social da corporação.

Mesmo assim, comandantes de batalhão realizaram reuniões para definir estratégias de reforço no policiamento que será reforçado. A PM ressaltou que é uma medida de prevenção para agir de maneira imediata em caso de algum atentado, mas até o momento não há informações que sugiram algo fora do comum.

Fonte: Diário Catarinense