Na madrugada desta sexta-feira (29), uma tentativa de assalto na agencia do Banco do Brasil de Major Gercino terminou com três mortos, após um confronto com policiais. De acordo com os militares, a quadrilha estava sendo investigada e após escutas telefônicas a tentativa de roubo foi descoberta.

Policiais civis e militares montaram uma campana próximo a agência na tentativa de interceptar a quadrilha. Os assaltantes chegaram com um veículo com placas de Camboriú, por volta das 3:30hs. Cinco integrantes da quadrilha, chegaram, quebraram o vidro da agencia, e quando se preparavam para colocação dos explosivos, foram surpreendidos pelos policiais.

Os criminosos reagiram, e após uma intensa troca de tiros, três assaltantes foram atingidos e morreram ainda no local. Dois assaltantes fugiram por uma área de vegetação fechada. Até o momento não foram localizados.

Cães policias e um helicóptero estão sendo usados nas buscas pelo fugitivos.

Segundo informações, os criminosos já têm passagens pela polícia, inclusive por arrombamentos de caixas eletrônicos. Com eles a polícia encontrou cinco pistolas e um fuzil 762, de uso restrito das Forças Armadas. Durante a troca de tiros, algumas residencias e comercio, foram atingidas. Os corpos foram encaminhados para o IGP ( instituto geral de pericias) de Brusque. Onde ficaram aguardando reconhecimento.

Em uma entrevista a rádio local, o delegado da comarca de São João Batista, Ângelo Moreno Cintra Fragelli disse que os meliantes fazem parte de uma quadrilha de caixeiros e que vinha sendo investigada pela Deic – Diretoria Estadual de Invetigações Criminais . “Um dos mortos já tinha sido preso por assalto a banco. Era um sujeito de altíssima periculosidade e é natural de São João Batista”.

Fonte: Cliccorreio.com.br