Eu sonho alto demais. Eu nunca quis fazer viagens pro exterior. Também nunca desejei ter muito dinheiro. Nunca quis ser presidente de lugar algum. E nunca desejei o emprego, casa, vida, de qualquer outra pessoa.

Mas, eu sei que ainda assim, sonho alto demais. Eu nunca quis uma vida badalada. Nunca quis fama. Nunca desejei ser cobiçada. E também, nunca sustentei grandes desejos materiais.

Porém, sei que ainda assim, sonho alto demais. Talvez, isso se dê, ao fato de fugirem ao meu controle.

Eu busco o que quase todo mundo procura, porém, muita gente não consegue admitir. Eu quero mais. Quero mais beijos demorados. Quero mais dedos entrelaçados. Quero mais fome do outro. Quero saudade que tenha cheiro, nome e sobrenome.

Eu quero! Quero vidinha simples e aconchego. Quero paz pra alma. Quero terminar um dia ruim nos braços de alguém que me faça esquecer qualquer problema.

Quero quintal. Quero varanda. Quero cachorro correndo na lama. Quero grama pra sentar na chuva. Quero cerveja aos domingos. E amigos. Quero voz e violão, ambos desafinados. Quero ouvir raul numa vitrola antiga. Quero espaço pela sala, pra correr. Eu, você, uns três pares de mini pernas. Eu quero.

Eu digo que sonho alto, porque ninguém, ou quase ninguém, acredita nessa felicidade. Nessa construção de amor. Nesse tipo de projeto de vida. As pessoas tem vivido a era do descartável. Tudo vem sendo substituído com tanta rapidez e facilidade. Talvez no fundo, todos saibam, que estão se tornando cada vez mais vazis, porém ninguém entendeu ainda o que fazer pra mudar isso.

Bônus: maisquezunidos.wordpress.com

Rayra Zunino